12 de julho de 2015




Autores: Me Leva, Maninho do Ponto, Rômullo Meirelles, Zé Glória e Drummond

Luar do Sertão!
Clareia a inspiração, clareia...
Abram as porteiras do seu coração,
O sonho caipira se fez canção!
Plantando um canto de amor no Cerrado,
Brotaram do chão notas musicais!
Saudades do que deixei por lá... Goiás...
Da Serra Dourada... de flores bordada, do simples desejo,
Do homem do campo, o trabalhador,
Herói sertanejo a mostrar seu valor...

Se tem “Moda de Viola”... Deixa versar!
O cavaco também chora... Pro povo cantar!
No “swing” a Leopoldina hoje vai “sambanejar”...
Sanfoneiro toca o fole até o dia clarear!
 
Na fé...
Senhora, me guia nessa romaria,
Seus filhos estão aqui, a lhe pedir a proteção,
No “trem da vida”, em comunhão...
Herança que coloriu o meu passado,
Lembrança... De Pirenópolis, o sonho construiu
E fez nascer os dois filhos do Brasil!
Meu pai, o grande herói dessa conquista,
Que apostou todas as fichas,
Para o amor eternizar!
Mãe, vem ver nossa vitória,
“Dois corações e uma história”...
Vem me abençoar,
Que passarinho cresce e quer voar!

É o amor... guiando meus versos,
É dom de Deus tocar os corações!
Na força das canções, eternizar minha raiz,
Não vou negar: Eu sou Imperatriz!

2 comentários :

Luciana Souza disse...

Excelente composição! Samba completo, bem escrito...o melhor! Um abraço. Lu

Carlos Eduardo Drummond disse...

Oi, Luciana, obrigado pela visita e comentário. Trabalhar com uma boa estrutura e bons parceiros só faz crescer a qualidade. Grande beijo,