12 de novembro de 2017



Ouça o Soneto "Parábola do Vaga-Lume" recitado por Fábia Silvestre.

4 de novembro de 2017



No silêncio beatificado das pedras de Tiradentes ainda ecoa o grito de liberdade dos Inconfidentes!

25 de outubro de 2017


25 de agosto de 2017

24 de agosto de 2017


O historiador Eric Hobsbawm se referiu ao século passado como a era dos extremos, o breve século XX, dado o impressionante número de fatos e transformações importantes que ocorreram no mundo dentro de um único século. Utilizo o mesmo raciocínio quando penso nos 75 anos de Caetano Veloso. Não sou contemporâneo de sua infância ou juventude, mas, na condição de pesquisador e biógrafo, tive o privilégio de conhecer em detalhes cada ano de sua vida. Assim pude comprovar que os 75 anos desse artista parecem pouco quando pensamos em tudo que ele já produziu no campo da arte.
Minha história com Caetano Veloso começou em 1997, quando iniciei, com meu amigo Marcio Nolasco, uma ambiciosa pesquisa que seria a base para escrevermos uma biografia verdadeiramente abrangente desse artista. Convivemos com seus irmãos, amigos, amores, conhecemos sua cidade, sua gente, sua casa, seus filhos. Estivemos com ele em quatro ocasiões, mas a primeira delas foi, para mim, a mais emblemática. Em 2000, a cantora Cybele, do Quarteto em Cy, nos apresentou a ele nos bastidores do show A Arte do Encontro, em homenagem a Vinícius de Moraes. Apertei a mão dele e disse: Caetano, temos uma forte ligação com você, mas você não sabe!. Ao que ele me respondeu de pronto: Pois então quero saber!
Essa curiosidade insaciável pelo novo, essa necessidade de experimentar, de interagir, de se entregar sem limites, sem fronteiras, é, sem dúvida, a característica de Caetano que mais me impressiona. É também aquela que o torna um artista singular, e o mais completo de sua geração. Caetano Veloso se reinventa o tempo inteiro, não tem preconceitos em relação a qualquer manifestação artística, absorve constantemente o que está a sua volta, criando e recriando, com seu jeito particular de ver o mundo. O Tropicalismo terminou, mas Caetano nunca deixou de ser Tropicalista. Por todos os motivos do mundo, precisamos celebrar os “breves” 75 anos de Caetano Veloso.

Carlos Eduardo Drummond


Texto publicado na Revista Universo FNAC – Edição no 26 – Agosto-Setembro de 2017. 

6 de agosto de 2017

São Paulo, 02/08/2017 - Participação no Programa Metrópolis, da TV Cultura, com o apresentador Cunha Jr.


13 de junho de 2017


Eu quero ouvir você olhando o vento,
E quero ver você cantando alto,
Mas não procure, assim, de modo incauto,
Zombar da força do meu pensamento.
Não deixe a glória desse sentimento
Julgar meus dons e me tomar de assalto.
A mesma angústia e o mesmo sobressalto
Crucificaram-me em seu Julgamento.
Mas a verdade é um dom que vem de Deus,
E contra Deus ninguém conspirará.
A Ele entrego a luz dos sonhos meus,
Em suas mãos, entrego quem virá...
E assim construo, sem dizer adeus,
A estrada longa desse meu penar.

Carlos Eduardo Drummond

19 de maio de 2017

Clique no link e ouça a playlist com as músicas citadas em notas de rodapé ao longo das 544 páginas do livro CAETANO - uma biografia, de Carlos Eduardo Drummond e Marcio Nolasco.


8 de maio de 2017




Alegria, Alegria:
Finalmente as histórias de vida do nosso velho baiano estão aqui! 

Editora Seoman, Livraria Cultura e os autores Carlos Eduardo Drummond e Marcio Nolasco convidam todos para o lançamento do livro "Caetano - Uma Biografia" com uma programação especial:

Dia 13/05, sábado:

16hs - Sessão de autógrafos
17hs - Pocket Show 'Cantora Gil canta Caetano'

Livraria Cultura | Conjunto Nacional
Av. Paulista, 2073 - Bela Vista / SP



A Editora Seoman e os autores convidam para o coquetel de lançamento de CAETANO - uma biografia (A vida de Caetano Veloso, o mais Doce Bárbaro dos Trópicos) a ser realizado
em 10/05, às 19hs, na livraria Saraiva do Salvador Shopping.

15 de abril de 2017



Coquetel de Lançamento do livro CAETANO - uma biografia.
03/05 - 19hs - Livraria da Travessa do Shopping Leblon
Rua Afrânio de Melo Franco 290 - 2o Piso - Leblon - RJ

Bem próximo há uma estação do METRÔ: Estação JARDIM DE ALAH

10 de abril de 2017

Lançamento: Maio/2017

Caetano - uma biografia - A vida de Caetano Veloso, o mais Doce Bárbaro dos Trópicos. Editorial Seoman. - 1ª edição, 2017 -  544 páginas.


15 de janeiro de 2017

Rogai por mim, dicionário,
Agora e na hora do meu
Exílio literário.
Guardai em vossas páginas
Palavras vestidas com classe,
Adjetivos perfumados,
Levíssimos substantivos,
Artigos destemidos,
Pronomes vencedores,
E verbos de dar inveja a corredores.
Rogai por mim, dicionário,
Agora e na hora do meu
Exílio literário.
Ofertai-me vossa semântica,
E vossa divinal sabedoria,
Pois eu vos declaro:
Minha Bíblia Sagrada,
Meu Novo Testamento,
O testamento da minha poesia.

 Carlos Eduardo Drummond


17 de outubro de 2016




Não há nada mais democrático
No mundo que o "ar"...
O rico, o pobre, o feio, o bonito...
Todos, sem exceção, têm direito a uma boa tragada...
Então, meu amor, como ousa me deixar sem fôlego?


Carlos Eduardo Drummond